Relacionamento

EU QUERO UM RELACIONAMENTO SAUDÁVEL!

Muitas e muitas vezes eu já desejei ter isso e ouvi muitas pessoas dizendo, me ajuda: “eu quero ter um relacionamento saudável”!
Então vamos lá, vou abrir a minha vida pra vocês mais uma vez (mesmo com medo).
Sou casada há 19 anos e durante os 15 primeiros anos do meu casamento eu era uma mulher muito, mas muito controladora. Eu acreditava que eu podia controlar a tudo e a todos, e é claro que o meu marido era a maior vítima. Eu vivia fuçando no celular dele, facebook, mensagens, e-mail, todos os dias, isso mesmo, todos os dias.
Se não bastasse isso eu ligava (todo dia) na hora do almoço, avisando que era pra vir pra casa (afffffff), ahhhh e no final do dia também.
Eu acreditava que estava tudo certo, que o meu comportamento era normal, que eu estava cuidando do nosso casamento e não percebia o quanto eu estava doente emocionalmente.
A minha maior missão até então era fazer com que ELE mudasse, isso porque eu acreditava que ELE PRECISAVA MELHORAR, que ele era o ERRADO EM TUDO O QUE FAZIA.
Até que um dia, fui impactada fortemente por um sonho (pesadelo né mores), onde ali eu estava sendo traída (meu maior medo até então) e acordei desesperada, aos prantos, sentindo uma dor profunda ao ouvir e ver coisas que eu não queria e, finalmente percebi que EU PRECISAVA MUDAR, senão o meu medo se transformaria na minha realidade.
Primeiro passei a procurar formas de me entender, de saber quem eu era e porque eu fazia o que fazia (já que até então tudo aquilo era muito mais forte que eu) e, quando eu entendi que eu era responsável pelo meu casamento e por tudo que havia acontecido até então, tive a chance de começar uma mudança profunda em mim e, consequentemente no nosso relacionamento.
Então ACORDEM, DESPERTEM! Quem precisa de mudança urgente se quer um relacionamento saudável somos nós e não o outro. Mas aí sei que vai ter gente pensando: ele me humilha, me maltrata, como vou trata-lo bem?. Minha querida, se a sua realidade é essa, o que você está fazendo com esse homem até hoje?

Você não vive o que sonha, você não vive o que acredita…
Você vive o que você tolera!
Qual o tipo de relacionamento que você tem tolerado?

A regra é muito simples, ou EU MUDO ou eu ME MUDO! Se a sua mudança não impactar profundamente o seu parceiro (a) você precisa decidir se é realmente essa vida que você deseja viver e tolerar pelos próximos 30, 40 anos!
E então, o que vai ser? MUDA OU SE MUDA?

Se você quer saber mais sobre esses assuntos e muitos outros, entre para a minha lista de LISTA DE TRANSMISSÃO e receba conteúdos exclusivos diretamente no seu celular.

Márcia Rafael

Master Coach - FEBRACIS Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico e Florida Christian University; Palestrante autorizada curso e treinamento O PODER DA AÇÃO; Mestre em Direito do Trabalho pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP); Ex-Professora de graduação e pós-graduação nos cursos de Direito e Administração da Faculdade Maringá em Maringá-PR, UNIFAMMA – Maringá e FAPAN – Paraíso do Norte; Ex-Juíza Leiga no Juizado Especial Cível e Criminal na Comarca de Bataguassu-MS.; Professora convidada da pós-graduação em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho da Faculdade Univel, Cascavel-PR; Advogada trabalhista há 22 anos; e Instrutora de Cursos na Associação Comercial e Industrial de Maringá (ACIM). Autora do Livro: Evolução do Direito do Trabalho. Alterações legislativas e perspectivas. Curitiba: Juruá, 2005; e Co-autora do livro: Remuneração e jornada de trabalho. Curitiba: Juruá, 2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *